Aviso de Utilidade Pública: Pokémon Go

Depois de quase um mês de espera, Pokémon Go finalmente foi lançado no Brasil. Agora você vai ter algo divertido para fazer em agosto e não se sentir obrigado a assistir as olimpíadas. Mas no meio de tanto assalto e problemas políticos, como pensar em gastar nosso precioso tempo em um jogo para celular que me faz sair da segurança de minha casa?

Tempo ocioso

Vamos ser sinceros, você já perde boa parte do seu tempo no Facebook, WhatsApp, Tinder e/ou Candy Crush. A atitude responsável é trocar esse tempo pelo de Pokémon Go, não adicionar um novo vício. Likes não são melhores que capturar e evoluir Eevees, nudes não são melhores que derrotar e dominar um ginásio, matches não são melhores que ver um Dratini nascer depois de 10 km e qualquer coisa é melhor que Candy Crush.

Vaporeon

Bateria

O jogo consome bateria de uma forma que a nostalgia de jogar pokémon também inclui as lembranças de comprar pilhas para o gameboy. Mas esse problema não é exclusivo do aplicativo. Não é apenas inteligente, como sensato andar sempre com o carregador do seu aparelho para qualquer emergência.
Se no seu dia a dia você não fica em um local com tomadas, investir em um carregador portátil é a melhor opção.
Já que combinamos que não há mais necessidade de usar Facebook, WhatsApp, Tinder e Candy Crush, podemos fechar, desligar notificações e até desinstalar todos.
Enquanto jogamos, se não tem nada por perto, não tem para que ficar bolinando a tela. O modo de economia de bateria nas preferências é justamente para esses momentos: com ele ativado, é só virar o aparelho de cabeça pra baixo que a tela apaga sem fechar o jogo.
Desligue o modo de Realidade Aumentada e, assim como quando você era uma criança jogando gameboy, deslique o som. É insuportável.

Pikachu

Assaltos, furtos e descuidos

Obviamente, a grande mídia é alarmista e resume suas notícias em relação ao jogo aos casos de pessoas usando itens para atrair jogadores e assaltá-los, gente sendo atropelada, batendo o carro, invadindo propriedade privada e outros casos. Embora tudo seja verdade, você não precisa se preocupar com isso, pois você, diferente das pessoas que foram vítimas desses acontecimentos, não é viciado, descontrolado ou burro.
Não vamos tratar os leitores como ignorantes, todos já sabem como se cuidar e não usar o celular em locais perigosos, dirigindo ou no meio da rua, seja com Pokémon Go ou não. Os Pokémon aparecem mais em locais onde tem mais atividade de rede móvel, ou seja, tirando praias e feiras com alto índice de furto, o lugar certo de jogar é onde é seguro jogar. Escolas, faculdades, shoppings, mercados, cafeterias, lanchonetes…

Se você se encontrar tendo problemas com o jogo devido a descuido, o melhor conselho é parar de jogar. Talvez até vender o celular.

Pidgey

O que tem de bom no jogo

Pokémon Go cria um mundo virtual ligado ao mundo real. Ele te incentiva a conhecer sua região, fazer uma atividade física leve e, consequentemente, conhecer novos estabelecimentos e pessoas.
Donos de lojas, bares e cafeterias podem investir em colocar Lure Modules nas PokéStops próximas de suas lojas. Isso atrai Pokémon para perto durante meia hora, o que atrai pessoas para o comércio. Inevitavelmente essas pessoas se tornarão clientes.
A segurança e limpeza da cidade também pode melhorar, com os jogadores frequentando ruas que costumam ser vazias e esquecidas, as mesmas se tornam mais evidentes. Como foi um dos aplicativos mais baixado dos últimos tempos, podemos ter ruas mais frequentadas. Quanto mais gente na rua, mais importância elas ganham.

E essa é a maior qualidade do jogo. Saia de casa, vá conhecer os lugares que você sempre passa e ignora. Pequenos comércios, artes de rua, monumentos. Vá para pegar Pokémon e capture cultura.

Att,
Felipe Cauville

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *